sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Bloco do Passo - Saltos no Tempo

Atividades de Leitura












Projeto de Leitura: “SE VOCÊ LÊ, EU LEIO TAMBEM”...



PROJETO DE LEITURA


“SE VOCÊ LÊ, EU LEIO TAMBEM”...
           

IDENTIFICAÇÃO
- ESCOLA: Waldemar Higino de Souza;
- Público Alvo: Alunos do  1º ao 5º ano;
- Professores envolvidos: Todos professores;
- Coordenadores: Gestores, Coordenador Pedagógico, Orientador Educacional;
- Componentes Curriculares: Língua Portuguesa, Ciências, Geografia, Matemática, História, Artes, Educação Religiosa e Educação Física;



            JUSTIFICATIVA
           

            Sendo conhecedores de que a leitura e a escrita tem uma função social importantíssima, cabe a escola resgatar junto estudantes o valor da leitura, como ato de prazer e requisito para emancipação social e promoção da cidadania.
            Através da leitura o ser humano consegue se transportar para o desconhecido, explorá-lo, decifrar os sentimentos e emoções que o cercam e acrescentar vida ao valor da existência.
            Assim, sendo justifica-se a importância deste projeto que visa através das ações propostas propiciar aos estudantes momentos que possam despertar neles o gosto pela leitura, o amor ao livro, e a consciência da importância de se adquirir o hábito de ler.

            * OBJETIVO GERAL
            -Estimular a leitura pelo prazer literário como ações inteligente e reflexiva, despertando o desejo de ler diferentes gêneros por iniciativa própria.

            * OBJETIVOS ESPECIFICOS
  • Proporcionar situações de leituras diversas;
  • Aproximar os estudantes do universo escrito e dos portadores de escrita (livros, revistas e jornais);
  • Desenvolver o hábito de ouvir e sentir prazer nas situações que envolvem a leitura;


  • Adotar atitudes corretas no dia a dia, respeitando a si e aos outros;
  • Desperta o prazer da leitura e aguçar o potencial cognitivo e criativo do estudante;
  • Possibilitar produções orais, escritas e em outras linguagens;
  • Proporcionar ao individuo através da leitura, a oportunidade de alargamento dos horizontes pessoais e culturais, garantindo a sua formação crítica e emancipadora

*METODOLOGIA

As atividades aqui propostas serão desenvolvidas para incentivar o gosto pela leitura sem cobranças de “conteúdos” e sim a partilha prazerosa de leitura para deleite. Assim sendo, propõe-se como metodologias:
  • Leituras silenciosas e compartilhadas;
  • Roda de leituras em vários espaços da escola;
  • Apresentação cobrinha que engole tudo;
  • Cantinho de leitura móvel;
  • Sacola de leitura para que o estudante leve livros para serem lidos com a família;
  • Mural de indicações das leitura realizadas;
  • Rotina semanal para cada turma realizar a leitura de gêneros variados;
  • Empréstimo de livro da Blibioteca Municipal;
  • Apresentação de algumas obras existentes na Blibioteca Municipal;
  • Visita à blibioteca pública;
  • Leituras realizadas por profissionais da escola e pais de alunos;
  • Empréstimo de livros da sala de leitura;
  • Premiação aos alunos ou turma que participarem de todas as atividades proposta, principalmente no quesito de tentar incentivar os colegas a ler cada vez mais;
  • Apresentações diversas: leitura dramatizada, teatro de fantoches, jornal falado.
  • Leituras de histórias em slaides.

* CRONOGRAMA
            O desenvolvimento das atividades propostas terá início no final do 1º semestre e se estenderá durante todo o 2º semestre, sendo uma atividade de leitura semanal. A premiação acontecerá no final de novembro ou inicio de dezembro. 
            *RECURSOS
            -HUMANOS
ü  Professores;
ü  Estudantes;
ü  Equipe pedagógica;
ü  Equipe gestora.


-MATERIAIS
ü  Sacolas de leitura;
ü  Livros, jornais, revistas, gibis, internet, DVD;
ü  Mural;
ü  Microfone;
ü  Caixa de som;
ü  Som;
ü  Fantoches;
ü  Cantinho móvel de leitura;
ü Cobrinha feita de tecido;
ü  Outros que se fizerem necessário.


*AVALIAÇÃO
As atividades serão avaliadas no decorrer de seus desenvolvimentos, através da observação do professor nos seguintes quesitos:
            - Participação;
            - Motivação;
            - Desenvolvimento global do estudante.

Literatura também ensina Matemática

video

Na era da a internet os sites são de fundamental importância, pois possibilita-nos a pesquisa dos mais variados assuntos. 
Para o professor tem os sites: Portal do Professor, Porta Curtas e Planeta Educação os quais auxiliam muito o trabalho pedagógico com sugestões de atividades, projetos, vídeos, filmes e etc.

quinta-feira, 6 de junho de 2013

Síntese do texto de Juan Ignácio Pozo



  A sociedade da Aprendizagem e o Desafio de Converter Informações em Conhecimentos

Os momentos paradoxais em que vivem a sociedade e mais especificamente as escolas tem deixado professores e estudantes apreensivos em relação as demandas dos novos conhecimentos, pois quanto mais se aprende, mais se fracassa nesta tentativa de aprender.
As demandas dos novos conhecimentos exigem novas formas de conceber e de gerir as aprendizagens, porém não é criando apenas um ou ou dois requisitos como espaços instrucionais ou simplesmente ampliando a educação obrigatória que se adquire a nova cultura da aprendizagem e sim, dotando-nos de capacidades de aprendizagens de modos de pensamento que nos permitam utilizar estrategicamente a informação que recebemos, para que sejamos capazes de converter essas informações em conhecimento verdadeiro.
Uma das metas essenciais da educação para atender as exigências dessa nova sociedade da aprendizagem é fomentando as capacidades de “Gestão do Conhecimento”, além de muitas outras competências interpessoais, afetivas e sociais, como as citadas por (Pozo e Postigo): Competência para aquisição da informação, competência para a informação; competência para analise da informação; competência para a compreensão da informação e por fim as competências para a comunicação da informação. Contudo, a nova cultura de aprendizagem exige um novo perfil do estudante e do professor, exige novas funções destes, os quais só se tornarão possíveis se houver uma mudança nas concepções profundamente arraigadas de uns e de outros sobre as aprendizagens e o ensino.